Busca
Como Investir - O Portal de Educação Financeira da ANBIMA

 Dividendos 

 
 

O dividendo é a sua parte no lucro da empresa. Sempre que uma empresa tem lucros, ela reserva parte desse resultado para distribuir aos seus acionistas. No Brasil, as empresas são obrigadas a um pagamento mínimo de dividendos de 25% do lucro.

O retorno gerado com dividendos pode ser expresso pelo dividend yield de uma ação, ou seja, o dividendo pago dividido pelo preço da ação. No Brasil, o dividend yield médio das empresas mais negociadas (aquelas que compõem a carteira do Ibovespa) tem aumentado nos últimos anos. Além dos dividendos, as empresas também pagam juros sobre capital próprio, que é uma outra forma de distribuir lucro aos acionistas das empresas. A diferença é que esse pagamento é tratado como despesa no resultado da empresa, enquanto o dividendo não.

O pagamento de dividendos e de juros sobre capital próprio representa uma fonte adicional de remuneração proporcionada pelo mercado de ações.

Há empresas brasileiras de excelente qualidade que pagam dividendos regularmente. Essas empresas são vistas, inclusive, como uma boa alternativa de investimento para resguardar o capital em momentos de crise, porque tendem a oscilar menos que as outras em momentos de queda da Bolsa. Além disso, mesmo que por um lado o preço de suas ações perca valor durante as crises financeiras, por outro o pagamento de dividendos proporciona um fluxo de caixa para os acionistas.

A tabela de dividend yield apresenta as empresas com os maiores retornos com dividendos e juros sobre capital próprio nos últimos cinco anos.

Dividend yield

Dividend yield é o rendimento gerado ao proprietário de uma ação com o pagamento de dividendo. Neste caso, entende-se dividendo como a somatória dos pagamentos de dividendos e de juros sobre capital próprio.
Quanto maior o dividend yield, maior está sendo o resultado da empresa ou melhor está sendo sua política de distribuição de lucros.

Mas atenção: como o dividend yield é o resultado de uma fração (dividendo pago dividido pelo preço da ação), é preciso cuidado na hora de avaliar esse indicador. Como o preço da ação está no denominador, o dividend yield pode parecer alto se o preço do papel for muito baixo. Isso pode estar refletindo algum tipo de problema com a empresa e não uma boa política de pagamento de dividendos.

O dividend yield pode ser calculado de duas formas:


Dividend Yield

Juros sobre capital próprio

As empresas, na distribuição de resultados aos seus acionistas, também podem optar por remunerá-los por meio do pagamento de juros sobre o capital próprio. Para o investidor, a diferença básica é que ao receber dividendos ele não é tributado, pois a empresa já pagou impostos quando da apuração de seu lucro líquido. Mas quando recebe o pagamento de juros sobre capital próprio, ele tem de pagar Imposto de Renda sobre o total recebido.

Para a empresa, a grande vantagem do pagamento de juros ao acionista é justamente a questão fiscal. Isso porque esse pagamento pode ser contabilizado como despesa da empresa, antes do lucro.

A decisão de distribuir resultados via pagamento de juros sobre capital próprio ao acionista compete à assembleia geral, ao conselho de administração da empresa ou à diretoria.
 

Conheça o curso Mercado de Ações


Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados

Licença Creative Commons

© Como Investir. O conteúdo do site Como Investir está protegido pela licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Sem Derivados 3.0 Não Adaptada. Você está autorizado a reproduzir o conteúdo, desde que cite a fonte original, não edite ou altere as informações e não faça uso comercial delas. Por favor, consulte o site da Creative Commons para verificar as condições legais para utilização do conteúdo.