Busca
Como Investir - O Portal de Educação Financeira da ANBIMA

 Conheça as diferenças entre as principais linhas de crédito 

17/6/2008

 
O crédito ao consumidor está cada vez mais facilitado, o que exige cada vez mais organização e planejamento das finanças pessoais. Nessa matéria explicaremos 2 linhas de crédito mais comuns oferecidas às pessoas físicas.

O crédito pessoal é contraído por pessoa física em uma instituição financeira. Os recursos na maioria das vezes são utilizados para a resolução de pendências financeiras de diversas naturezas.

Atualmente, o crédito ao consumidor está cada vez mais facilitado, o que exige cada vez mais organização e planejamento das finanças pessoais.

Diversas modalidades de crédito pessoal estão disponíveis no mercado. É preciso estar atento a taxas, condições de pagamento, prazos, valores e tipos de reajuste de prestações. Nessa matéria explicaremos 2 linhas de crédito mais comuns oferecidas às pessoas físicas.

CDC (Crédito Direto ao Consumidor)

- O que é: utilizado para a compra de bens duráveis e serviços. Exemplos: carros, eletrodomésticos e pagamento de cursos. O contrato é feito diretamente na rede de varejo que tenha convênio com um banco ou financeira. Pode ser exigido seguro do produto adquirido, o que geralmente encarece o custo do financiamento. Nesta linha, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o cliente que antecipar o pagamento da parcela tem direito ao desconto dos juros do contrato, equivalente ao valor pago antes do prazo de vencimento.
- Prazo médio: de 3 a 72 meses.
- Custo: Taxa de abertura de cadastro (TAC), que varia entre R$ 5 e um percentual do valor financiado. Pode ter ainda taxa de renovação, conforme o prazo. Incide IOF.

Crédito Pessoal

- O que é: essa linha não está necessariamente ligada à compra de produtos. O consumidor recebe o dinheiro para usar livremente. Na maioria das vezes, o recurso é creditado na conta bancária. O crédito pessoal é indicado para quem tem que cobrir uma despesa extra no orçamento ou um débito. A linha é oferecida por bancos, financeiras e cooperativas de crédito. Alguns bancos oferecem um valor de empréstimo pessoal pré-aprovado para correntistas, o que facilita a contratação desse produto e, em contrapartida, aumenta os riscos de inadimplência. Os pagamentos são debitados na conta corrente ou pagos com boleto bancário. Os atrasos estão sujeitos a juros de 1% ao mês e multa de 2% sobre o valor das parcelas não pagas em dia. É aqui que está incluído o popular crédito consignado, aquele com desconto em folha de pagamento.
- Prazo: varia entre 1 a 48 meses.
- Custos: há cobrança do IOF e de taxa de abertura de cadastro (TAC), que fica em torno de R$ 25 a R$ 150, conforme a instituição financeira.

Peça informações sobre o cálculo do custo total do empréstimo

Para não se surpreender com o valor final da parcela de um financiamento, é preciso saber exatamente quais taxas e impostos vão incidir na operação. As instituições financeiras informam ao consumidor, antes da contratação de qualquer linha de crédito, qual o custo efetivo total (CET) da operação.

O Procon-SP também disponibiliza em seu site ( www.procon.sp.gov.br) um programa que possibilita calcular o CET de qualquer operação de crédito. Basta preencher os dados solicitados.


Avaliação:
Deixe seu comentário
Nome  
  E-mail   
Comentário  
500 | Máximo 500 caracteres



Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados

Licença Creative Commons

© Como Investir. O conteúdo do site Como Investir está protegido pela licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Sem Derivados 3.0 Não Adaptada. Você está autorizado a reproduzir o conteúdo, desde que cite a fonte original, não edite ou altere as informações e não faça uso comercial delas. Por favor, consulte o site da Creative Commons para verificar as condições legais para utilização do conteúdo.