Busca
Como Investir - O Portal de Educação Financeira da ANBIMA

 Derivativos: quem são os participantes e quais os tipos de mercado? 

15/12/2008

 
Agora que você já sabe qual a finalidade desse mercado, conheça os principais participantes e os tipos de mercado. As informações têm como referência o folheto Mercados Derivativos - Série Introdutória da BM&FBOVESPA.

Para garantir a eficiência das operações do mercado de derivativos, é fundamental que estejam investindo nos contratos aqueles que visam proteger o seu caixa contra oscilações de preços no futuro, aqueles que têm como meta o lucro mas não assumem muitos riscos (arbitrador) e ainda o especulador, que toma o risco garantindo liquidez.

A BM&FBOVESPA caracteriza cada um dos participantes:

Hedger (investidor que visa a proteção)

- o produtor agrícola que participa do mercado futuro para travar o preço de venda e não correr o risco de queda acentuada de preços.
- o importador que tem passivo em dólares e compra contratos cambiais no mercado futuro porque teme alta acentuada da cotação dessa moeda na época em que precisar comprar dólares no mercado à vista.

Arbitrador

Os arbitradores compram no mercado A e vendem no B. Aumentam a procura (e, consequentemente, os preços) no mercado A e a oferta no mercado B (causando, consequentemente, queda de preços). Em determinado momento, os dois preços tendem a se equilibrar em um valor intermediário entre os dois preços iniciais. O arbitrador acaba agindo exatamente como um árbitro, por acabar com as distorções de preços entre mercados diferentes.

Especulador

A atuação dos especuladores consiste na compra e na venda de contratos futuros apenas para ganhar o diferencial entre o preço de compra e o de venda, não tendo nenhum interesse pelo ativo. A sua presença é fundamental no mercado futuro, pois é o único que toma riscos e assim viabiliza a outra ponta da operação (hedger), fornecendo liquidez ao mercado. Os especuladores não permanecem por muito tempo no mercado e dificilmente carregam suas posições até a data de liquidação do contrato. A operação de especulação mais conhecida é a day trade, que consiste na abertura e no encerramento da posição no mesmo dia.

Quais são os tipos de mercado de derivativos e as principais diferenças entre eles?

Há quatro tipos de mercado:

Mercado a termo: Como comprador ou vendedor, você se compromete a comprar ou vender certa quantidade de um bem (mercadoria ou ativo) por um preço fixado na data de realização do negócio, para liquidação em data futura. Os contratos são liquidados integralmente só no vencimento. Podem ser negociados em bolsa e no mercado de balcão.

Mercado Futuro: É uma evolução do mercado a termo. Você se compromete a comprar ou vender certa quantidade de um bem por um preço estipulado para a liquidação em data futura. Nesse mercado a liquidação de seus compromissos é ajustada financeiramente às expectativas do mercado referentes ao preço futuro daquele bem, por meio do ajuste diário (mecanismo que apura perdas e ganhos). Além disso, os contratos futuros são negociados somente em bolsa.

Mercado de opções: Negocia-se o direito de comprar ou de vender um bem por um preço fixo numa data futura. Quem adquirir o direito deve pagar um prêmio ao vendedor, tal como num acordo de seguro.

Mercado de swap: É a negociação da troca de rentabilidade entre dois bens (mercadoria ou ativo financeiro). O contrato de swap é um acordo, entre duas partes, que estabelecem a troca de fluxo de caixa tendo como base a comparação da rentabilidade entre dois bens.

No quadro abaixo você encontrará as principais diferenças entre as modalidades de derivativos:

 

 Mercado a termo

Mercado Futuro

Mercad de opções

Mercado de swap

Onde se negocia

Balcão ou Bolsa

Somente Bolsa

Balcão ou Bolsa

Balcão ou Bolsa

O que se negocia

Compromisso de comprar ou vender um bem por preço fixado em data futura

Compromisso de comprar ou vender um bem por preço fixado em data futura

Os compradores adquirem o direito de comprar ou vender por preço fixo em data futura

Compromisso de troca de um bem por outro. Trocam-se fluxos financeiros

Posições

Ausência de intercambialidade (podem ser repassados a outros participantes a qualquer momento)

Intercambialidade (podem ser repassados a outros participantes a qualquer momento)

Intercambialidade (podem ser repassados a outros participantes a qualquer momento)

Ausência de intercambialidade (podem ser repassados a outros participantes a qualquer momento

Liquidação

A estrutura mais comum é a liquidação somente no vencimento. Há contratos em que o comprador pode antecipar a liquidação

Presença de ajuste diário. Compradores e vendedores têm suas posições ajustadas financeiramente todos os dias, com base no preço de fechamento da bolsa

Liquidam-se os prêmios na contratação da operação. No vencimento, apura-se o valor da liquidação a partir do exercício do direito dos compradores

Somente no vencimento ou antecipadamente, com a concordância das partes

Nas próximas edições do boletim COMO INVESTIR, você vai conhecer um pouco mais sobre cada um dos tipos de mercado de derivativos. Acompanhe.


Avaliação:
Deixe seu comentário
Nome  
  E-mail   
Comentário  
500 | Máximo 500 caracteres



Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados

Licença Creative Commons

© Como Investir. O conteúdo do site Como Investir está protegido pela licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Sem Derivados 3.0 Não Adaptada. Você está autorizado a reproduzir o conteúdo, desde que cite a fonte original, não edite ou altere as informações e não faça uso comercial delas. Por favor, consulte o site da Creative Commons para verificar as condições legais para utilização do conteúdo.