Busca
Como Investir - O Portal de Educação Financeira da ANBIMA

 Valor Nominal Atualizado 

 
 

É o valor da debênture, calculado a cada período decorrido (dia, mês, ano), considerando a taxa de juro que o título foi negociado no mercado, no momento de seu lançamento (taxa de juro nominal).

Por exemplo: uma debênture foi negociada, no seu lançamento, pelo valor nominal de R$ 1.000,00, à taxa de juro nominal de 15% a.a. (taxa de juro que o investidor receberá se permanecer com o título até o seu vencimento), prazo de três anos.

Considerando que o cálculo de juros é por dias decorridos, e os juros acumulados são calculados pela taxa de juro composta, a taxa mensal equivalente desse título é de 1,171% ao mês. No fim do primeiro mês, o valor nominal atualizado será de R$ 1.011,71. No fim de seis meses, o valor nominal do título, com os juros acumulados no período, é de R$ 1.072,35. Este é o valor nominal atualizado no fim do primeiro e do sexto mês decorrido.

O valor, na data de vencimento (valor de resgate), com os juros capitalizados, será de R$ 1.520,90 (valor nominal de resgate). O valor de mercado poderá ser diferente em cada momento de negociação (mercado secundário). Essas variações resultam numa curva da taxa de juro, que é a representação gráfica do valor do título (no exemplo, valor nominal) em cada período decorrido. Se a taxa de juro do mercado subiu, o seu valor será inferior ao nominal. Se a taxa de juro caiu, o valor de negociação será maior que o nominal.

Em contrapartida, a curva da taxa de juro do mercado é variável, ora acima da curva da taxa nominal, ora abaixo, em virtude da variação do preço de negociação do título em face da oscilação da taxa de juro de mercado: ora subindo, ora baixando. A curva de taxa de juro é utilizada na maioria dos casos, com exceção de:

• Ativos indexados a índice de preços que tenham como característica a correção do valor nominal em periodicidade definida (mensal, trimestral, anual). Nesse caso, esse valor será alterado apenas quando incidirem sobre ele eventos, tais como amortização, incorporação de juros ou prêmio, correção do valor nominal etc.;
• Ativos que não possam ter seus valores calculados, em razão de suas características não se enquadrarem nas regras de cálculo do sistema, como índices de construção, por exemplo. Nesse caso, o valor visualizado será o da emissão, somente alterado quando incidirem sobre ele eventos, tais como amortização, incorporação de juros ou prêmio, correção do valor nominal etc.

Considerando a debênture simples, acompanhe um exemplo de valor nominal atualizado:

Valor unitário de emissão  R$ 1.000,00
Taxa 1,17% ao mês e 0,0388% ao dia

Vencimento

Três anos, dias corridos no prazo de vencimento

Pagamento de juros e do principalValor nominal atualizado na data de lançamento? 60 dias
após a emissão

1.000,00 (1+1,171%)² =
1.023,55
Preço de subscrição (12 dias após a data de lançamento) 1.023,55 (1+0,00388) =
1.028,32

Essa situação resulta nos seguintes valores:

Valor nominal unitário (D - data da emissão) R$ 1.000,00  
Valor nominal atualizado (em D + 60 dias) R$ 1.023,55
Preço atualizado de subscrição (data de lançamento - D+72 dias) R$ 1.028,32

Considerando a taxa de juro da debênture, 15% ao ano, em cada período a debênture terá um valor nominal atualizado, denominado curva de taxa de juro definida.

Taxa de juro
(em % ao mês)

1,171% ao mês, equivalente a 15% ao ano

Períodos 0 1 2 3 4 5 6
Data / 
meses decorridos
0 2 6 12 18 24 36
Valor atualizado
em cada período
1.000 1.023 1.072 1.150 1.233 1.322 1.520

Os valores da debênture na curva da taxa de juro de 15% ao ano variam de R$ 1.000,00 ao valor de R$ 1.520,00 na data de vencimento.

O gráfico a seguir define a curva desses valores (a curva da taxa de juro nominal do título):

Se a debênture for negociada no mercado secundário, por valor superior ao da curva, (por exemplo, no terceiro período, após 12 meses), por R$ 1.200,00, o vendedor obteve lucro maior do que o da taxa da debênture (15%), que, nessa data, teria, pela curva da taxa de juro, o valor de R$ 1.150,00, conforme a tabela acima.

Já o comprador, por ter pago R$ 1.200,00 por um título de valor nominal de R$1.150,00, pagou 50,00 de ágio na sua aquisição (valor maior que o nominal).

Se o preço de venda for por valor menor que o nominal, significa que a venda foi efetuada com deságio.


Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados

Licença Creative Commons

© Como Investir. O conteúdo do site Como Investir está protegido pela licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Sem Derivados 3.0 Não Adaptada. Você está autorizado a reproduzir o conteúdo, desde que cite a fonte original, não edite ou altere as informações e não faça uso comercial delas. Por favor, consulte o site da Creative Commons para verificar as condições legais para utilização do conteúdo.