Busca
Como Investir - O Portal de Educação Financeira da ANBIMA

 Guia de Títulos Públicos 

 
 


Os títulos públicos possuem a finalidade primordial de captar recursos para o financiamento da dívida pública, bem como para financiar atividades do Governo Federal, como educação, saúde e infraestrutura.

Do ponto de vista dos investidores, os títulos públicos representam uma boa alternativa de investimento por serem considerados de baixíssimo risco pelo mercado financeiro, dado que são emitidos pelo Tesouro Nacional. Os títulos oferecem variadas rentabilidades, como taxas de juros pós-fixadas (atreladas à Selic, a taxa básica de juros do Brasil), prefixadas ou rendimentos indexados à índices de preços acrescidos de uma taxa de juros.

Histórico

Ao longo dos anos, várias categorias de títulos públicos foram emitidas e vendidas aos investidores, com diferentes formas de remuneração ou prazos. No período de inflação alta, por exemplo, em função das incertezas quanto ao ritmo de aceleração dos preços, os prazos eram extremamente curtos e os tipos de remuneração tinham o objetivo de proteger o dinheiro dessas incertezas. Outro exemplo se refere aos períodos de dúvidas em relação à trajetória do câmbio e à necessidade de proteção pelos investidores (hedge), o que acelerou a venda de títulos indexados ao dólar pelo governo.

 Atualmente, o Tesouro Nacional possui uma política de colocação de títulos principalmente prefixados ou indexados ao índice de preços IPCA, que baliza o Sistema de Metas de inflação no Brasil.

Antes do Tesouro Nacional lançar a plataforma do Tesouro Direto para as pessoas físicas adquirirem títulos via internet, os investidores sem muitos recursos só conseguiam comprar títulos públicos indiretamente, pela aquisição de cotas de fundos de investimento que aplicam neles. Neste tipo de investimento, as instituições financeiras funcionam como intermediários ao adquirir os títulos públicos que irão compor as carteiras dos fundos.

Hoje, qualquer pessoa física pode comprar diretamente os títulos que desejar com o Tesouro Direto. O Tesouro Direto foi criado pelo Tesouro Nacional em 2002, em parceria com a BM&FBovespa.

No link “Como Negociar” do Como Investir é possível conhecer os procedimentos de compra de títulos públicos pelo Tesouro Direto – um investidor pode começar a montar sua carteira com valores a partir de R$ 30.

 


Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados

Licença Creative Commons

© Como Investir. O conteúdo do site Como Investir está protegido pela licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Sem Derivados 3.0 Não Adaptada. Você está autorizado a reproduzir o conteúdo, desde que cite a fonte original, não edite ou altere as informações e não faça uso comercial delas. Por favor, consulte o site da Creative Commons para verificar as condições legais para utilização do conteúdo.